09 março 2006

Deixem-no sonhar


“Vamos tentar estar na final da Liga dos Campeões”; Luís Filipe Vieira (LFV), Presidente do Sport Lisboa e Benfica


Depois de uma eliminatória tão bem conseguida, em que eliminamos o, digam o que disserem, o campeão europeu, o céu passou a ser o limite. A equipa do Benfica não é das mais fortes do Mundo, como tão sabiamente disse Fernando Morientes, mas tem alma querer e vontade de ir longe na “Champions”, e isso é uma grande ajuda.
Claro que isso por si só não chega. É preciso ter o talento do Barcelona, a competência táctica do Milan, a frieza da Juventus e a eficácia do Lyon.
Mas, não sou daqueles que acha que a equipa do Benfica é constituída por jogadores medianos sem habilitações necessárias para jogar numa competição desta envergadura. O Benfica tem belíssimos jogadores, senão vejamos: Luisão, Anderson e Ricardo Rocha são 3 grandes centrais, com lugar em quase todas as equipas ainda em prova; Léo é dos jogadores que melhor interpreta a função de defesa esquerdo no futebol moderno; Petit e Manuel Fernandes formam um meio-campo forte que apenas peca por não ser muito criativo; Simão encanta a Europa; Geovanni e Robert têm criatividade para dar e vender; Karagounis além de campeão europeu de selecções é um dos jogadores mais experientes nesta prova; e Nuno Gomes é um avançado muito inteligente que por vezes se torna demasiado complicativo e perdulário.
Claro que a equipa do Benfica tem muitas limitações, mas tem também muitas forças e para seguir em frente na prova rainha do futebol Mundial, terá de fazer valer essas forças.
Esta foi uma eliminatória que, olhando para as coisas realisticamente, acabou por ser acessível. O Liverpool não tem uma grande equipa – mas tem grandes jogadores – e nunca conseguiu ser uma verdadeira oposição ao Benfica, que fez dois jogos satisfatórios carimbados com 3 belos golos. Então o de Simão…
Mas, para completar o desejo de LFV será preciso algo mais. Será preciso evidenciar maior qualidade de jogo, será necessário deixar de respeitar tanto o nome dos adversários e os seus terrenos e teremos que ser mais audazes na abordagem aos jogos.
Barcelona, Juventus, Villareal, AC Milan, Lyon, Arsenal e Inter ou Ajax estão na calha, e acreditem que todos eles desejam, à partida, o Benfica, tal como o Liverpool o fazia. Pode ser que depois tenham uma desilusão semelhante à dos reds.
__________________________________________
PS: Só queria referir que caso o Inter elimine o Ajax, apenas 1 equipa (o Arsenal) não latina estará presente nos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Será o ressurgir do futebol “espectáculo” personificado pelo futebol latino? O futebol de passe rápido, ilusão, criatividade, técnica? Eu gostaria de pensar que sim, até porque o próprio Arsenal tem mais jogadores de orientação latina do que o contrário. Senão olhe-se para o 11 inicial do jogo de ontem.

Comentários

1 Comments:

At quinta-feira, março 09, 2006 3:17:00 da tarde, Anonymous mimi said...

Concordo contigo....Grande Benfica ...temos que acreditar e hegar á final.

SLB SLB SLB SLB SLB SLB SLB

 

Enviar um comentário

<< Home