07 janeiro 2006

E esta, hein?

«Mais de mil beneficiários do subsídio de desemprego foram «apanhados» pela Segurança Social a trabalhar. De Abril a Novembro de 2005 foram realizadas 19 200 inspecções feitas. A notícia é avançada este sábado pelo Jornal de Notícias que escreve ainda, que o próprio ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vieira da Silva acredita que o verdadeiro número "seja superior".
Apesar de apenas 5 por cento dos fiscalizados terem sido apanhados em situação ilegal, o ministro reconhece que o valor está ligado ao método "pouco rigoroso" que é usado e acrescenta que "a capacidade de detecção é pouco eficaz por comparação com outras prestações sociais, como o subsídio de doença".
A suspensão do pagamento da prestação de todos os falsos desempregados permitiu ao Estado poupar 1,5 milhões de euros.
Ainda assim, o aumento da taxa de desemprego fez disparar os gastos públicos com este subsídio. Ou seja, segundo o Jornal de Notícias a prestação implicou pagamentos no valor de 1,790 mil milhões de euros em 2005, mais 151 milhões que em 2004.
Em 2004 foram realizadas 7 471 inspecções contra 19 200 feitas em 2005. O executivo liderado por José Sócrates promete continuar este trabalho no decorrer deste ano. E, vai contratar, este ano, 40 novos trabalhadores para as secções de processo, que tratam os processos em fase de execução judicial
». Via Portugaldiário.

Comentários

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home