30 dezembro 2005

As que não vale a pena ler

Pedem-me listagem das escribas por quem vale (ou não vale) a pena perder alguns minutos. Mesmo com o campo de escolha mais restrito do que no caso masculino, podemos alinhavar alguns nomes. Gente que não vale a pena ler: as opiniões desportivas de Judite de Sousa no «Record» - tão boa a analisar o futebol como o marido, Fernando Seara -, as inocuidades coloridas de Margarida Rebelo Pinto no «Portugaldiário», espécie pós-moderna de um feminismo de casa-de-banho e, no digital, os textos delirantes da mandatária para a juventude de Mário Soares. No outro extremo, a qualidade de uma Clara Ferreira Alves é inegável, ainda que pontualmente não consiga disfarçar alguns devaneios irritantes. Ana Sá Lopes, do «Público», também faz parte do grupo que leio regularmente; pena a orientação partidária cegar uma pena bem afinada. Por último, outro representante do sexo feminino que prima pela qualidade é aquele grande nome da nossa análise social, Carlos Castro (julgo que é este o nome), figura de vulto do extinto big show sic*.
----------
*ironia, hem...

Comentários

1 Comments:

At segunda-feira, janeiro 02, 2006 6:01:00 da tarde, Blogger Hélder Beja said...

Acrescentaria, positivamente, as crónicas de Helena Matos no "Públicio".
Negativamente, há também aquela senhora d'"A Bola". Uma tal Leonor... :)
Abraço

 

Enviar um comentário

<< Home