28 outubro 2005

Levanta-te e ri

Estou habituado a ouvir barbaridades de determinado sector político mas desta vez a imbecilidade roçou o grotesco. Reza a destituída crónica que a admiração que Cavaco Silva nutre por Duarte Pacheco, ministro de Salazar, não indica outra coisa que não a evidente e despudorada tendência fascista do candidato à presidência da República.
Poderíamos, obviamente e se quiséssemos, fazer referência àquele baluarte da paz e bastião da justiça que inspirou ideologicamente um partido de cujas cinzas nasceu a actual associação da qual a escritora é importante dirigente mas um olhar à caixa de comentários do blog no qual a publicação foi gerada traz à memória dos mais esquecidos dados assaz interessantes.
Primeiro: o Ministro em causa deu início à construção do IST, iniciou a modernização dos serviços de correios e telecomunicações do país, inaugurou as comunicações radiotelefónicas entre a Madeira e o Continente e determinou o estudo da nova rede de transportes urbanos de Lisboa. Um péssimo Ministro, de facto.
Segundo: felizmente, a lista de amigos de Mário Soares - Miterrand, Arafat, Otelo, entre outros - é de longe mais recomendável.
Terceiro: um silogismo interessante; Veiga Simão foi Ministro do regime; quem apoia, admira ou emprega alguém do regime é fascista; Veiga Simão foi Ministro de um Governo socialista; logo, o Governo socialista era fascista.
Quarto: a estátua de Duarte Pacheco foi inaugurada por... Mário Soares (informação que não consegui confirmar).
----------
É completamente irresponsável a forma como se tenta associar Cavaco ao fascismo. Revela falta de seriedade, integridade e caractér. Demonstra mesquinhez e descredibiliza quem tem por hábito afirmar-se moralmente superior. Felizmente nem todos são idiotas ao ponto de comer a informação formatada que por vezes se quer impingir. Graças a estas postadas fenomenais, é muito provável que Cavaco não tenha de abrir a boca para dar razões às pessoas para votarem nele - a Joana Amaral Dias já faz isso muito bem por ele.

Comentários

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home